quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Ensine-o


 ensine ele a olhar o céu
           não sair de domingo
           rir das piadas bobas
           procurar teus olhos

 ensine-o a ser paciente
            nomes de estrelas
            canções mais bonitas
            caminhadas noturnas

 ensine os verbos necessários
            desconstrua suas roupas
            desarme-o
            admirar nuvens

 ensine ele os versos livres,
            e a ser diferente. ultimamente
            o mundo tem sido tão constante
            e tão igual. a gente precisa de gente
               
            que escreva poesia.

Um comentário:

Mis disse...
Este comentário foi removido pelo autor.